04-12-2018

Comboios elétricos chegam à Linha do Minho no primeiro trimestre de 2019

Foi realizada na passada segunda-feira, 26 de novembro, a primeira circulação ferroviária com tração elétrica na Linha do Minho, entre a Estação de Nine, Vila Nova de Famalicão, e a Estação de Barcelos. A bordo do comboio de ensaio técnico estava o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, e o secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d’Oliveira Martins, acompanhados pelo Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, e de responsáveis pelas Infraestruturas de Portugal e da CP.

Percorridos os primeiros 11 quilómetros do troço Nine –Barcelos, Pedro Marques adiantou que a entrada em funcionamento de circulação elétrica atá Viana do Castelo deverá ocorrer no final do primeiro trimestre de 2019, ficando o troço Viana –Valença previsivelmente concluído no segundo semestre de 2020.

Paulo Cunha assinala que a entrada em funcionamento da circulação elétrica ferroviária na Linha do Minho é uma boa notícia para a região, porquanto significa “mais segurança e conforto para as pessoas e mais competitividade para as empresas, por via de um meio de transporte reconhecidamente vantajoso, de enorme potencial e amigo do ambiente”.

O Presidente da Câmara Municipal fala num “bom exemplo de investimento comunitário” e aproveita para alertar a União Europeia para a necessidade de abrir o financiamento do fundos europeus às infraestruturas de comunicação com retorno assegurado para a competitividade nacional, por via da dinâmica empresarial associada a cada região”.

A eletrificação da Linha do Minho entre Nine e Valença implica um investimento de 83 milhões de euros. A obra está enquadrada no programa de modernização da Rede Ferroviária Nacional, Ferrovia 2020, sendo cofinanciada pela União Europeia pelo Portugal 2020 através do Mecanismo Interligar a Europa.

Partilhar ››

‹ VOLTAR