01-06-2016

Famalicão quer mais empresas a exportar


Programa Conferência ›› | Calendário Oficinas de Exportação ›› | Inscrições ››

Capacitar as empresas famalicenses no sentido do reforço da sua competitividade e potenciar a vocação exportadora junto das startups e das pequenas e médias empresas. É o que ambiciona a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão com a iniciativa ‘Famalicão Made INternational’ cujo regresso acontece em junho e em força.

Esta estratégia de reforço da internacionalização da economia do terceiro município mais exportador do país conta com a cooperação da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal e já está desenhada: quatro conferências dedicadas a quatro mercados externos. Cada uma será depois complementada com quatro ’oficinas de exportação’, setoriais e de natureza prática, sobre o respetivo mercado. Tudo em nome do alargamento da base exportadora do concelho.

França (20 de junho), Japão (16 de setembro), Estados Unidos (17 de outubro) e Alemanha (21 de novembro) são os mercados externos sobre os quais ‘Famalicão Made INternational’ vai apresentar aos empresários oportunidades de negócio em vários sectores industriais.

Na primeira conferência será ainda apresentado o ‘embaixador famalicense em França’, ou seja, o empresário cuja empresa já está instalada em terras gaulesas e que se disponibilizará para aconselhar as empresas famalicenses que desejem explorar comercialmente as potencialidades deste mercado.

Quanto a presenças, estão já confirmadas as de Maria João Gomes, da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, e de Laurent Marionnet, diretor geral da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa, para além do Presidente da Câmara, Paulo Cunha.

Força institucional ao serviço das empresas

A capacitação do território tem sido uma das imagens de marca do executivo municipal liderado por Paulo Cunha e vai continuar a sê-lo. Famalicão está no pódio das exportações, mas Paulo Cunha diz que a Câmara Municipal tem que continuar a colocar “a sua força institucional, o conjunto das suas competências e a sua relação com outros atores à escala nacional e internacional ao serviço das empresas”. Tudo para, enfatiza, “potenciar a genética empreendedora e a vocação exportadora que caracterizam o município”.

‘Famalicão Made INternational’ enquadra-se nos objetivos do Plano Estratégico de Famalicão para o período 2014-2015 no que respeita à afirmação de um território ‘tecno-industrial de excelência’ e de ‘cross-innovation’.


CONFERÊNCIAS MADE INTERNATIONAL

França | 20 junho | Casa do Território (Parque da Devesa)
Japão | 16 setembro
EUA | 20 outubro
Alemanha | 21 novembro

Partilhar ››

‹ VOLTAR