pedido contacto

Menu

Da ideia ao negócio

Tenho uma ideia: como desenvolvê-la e transformá-la em negócio?

Guia do Empreendedor

O Guia do Empreendedor constitui uma ferramenta de trabalho para o empreendedor onde está sistematizada a informação essencial para quem tem uma ideia, deseja criar uma empresa ou expandir a sua atividade.

Tenho uma ideia de negócio. Onde devo dirigir-me?

O Gabinete de Apoio ao Empreendedor do Município de Vila Nova de Famalicão, designado Espaço Famalicão Made IN, é um novo serviço público de atendimento ao cidadão, muito particularmente o empreendedor, e tem como principais objetivos atrair investimento para o concelho, apoiar os empresários e estimular o empreendedorismo.

O Espaço Famalicão Made IN está situado na Rua Camilo Castelo Branco, nº 108, 4760-127, junto ao edifício da Câmara Municipal, com os seguintes contactos e horário de funcionamento:

E-mail: madein@vilanovadefamalicao.org
Telefone: 252 320 930
Fax: 252 323 751
Internet: www.famalicaomadein.pt
Horário: segunda a sexta-feira, das 9h00 às 18h00

Que fases tenho que cumprir para desenvolver a minha ideia?

O eixo Famalicão Made INcubar tem como grande objetivo criar empresas de valor acrescentado em áreas estratégicas para o concelho. O modelo de funcionamento engloba três fases: pré-adesão, aceleração e incubação.

Na pré-adesão, através do preenchimento de um formulário, pretende-se sinalizar projetos com potencial e ajudar a construir equipas capazes de identificar e desenvolver ideias de negócio.

A aceleração, por seu lado, visa criar condições para que as ideias identificadas e acompanhadas na fase de pré-adesão possam ser desenvolvidas através de programas concebidos para o efeito.

Já a incubação representa o apoio a empreendedores através da disponibilização de espaços físicos que permitam o desenvolvimento da ideia de negócio e a sua transformação numa atividade económica viável.

Os negócios começam e acabam no mercado. O empreendedor deteta uma oportunidade de negócio, evolui para um conceito ao qual associa um modelo de negócio que tem por base a venda de um produto ou de um serviço. Seleciona uma equipa em que, preferencialmente, cada elemento tem competências distintas e complementares, elabora o plano de negócios, procura financiamento e monta a empresa.

Que competências devo desenvolver para criar uma empresa?

Um empreendedor é seguro de si, gosta de tomar as suas próprias decisões e de fazer acontecer. É ambicioso, adapta-se bem a novas atividades e a novas situações, é persistente nos seus propósitos e resistente na adversidade, tem facilidade relacional e é hábil na capacidade de fazer os outros acreditarem em si. Finalmente, é responsável e organizado, atento a tudo o que lhe possa ser útil no mundo que o rodeia, e não tem medo de correr riscos. Mas estuda bem a lição para os minimizar. Muitas destas qualidades aprendem-se.

Como elaborar um Plano de Negócios?

Tanto para o próprio criador da empresa como para os seus ‘stakeholders’ é indispensável apresentar a sua ideia de negócio de forma clara, simples e que torne evidente que aquela é uma proposta de valor única, viável e sustentável e que o modelo de negócio proposto é o adequado. Assim, chamamos “plano de negócios” à organização dos estudos, análises e reflexões, acompanhados de dados quantitativos sustentados, vertidos em documento próprio e bem redigido.

Este documento, que irá passar pelas mãos de pessoas que não conhecem nem o projeto nem os promotores, funcionará como bilhete de identidade do negócio, permitindo-lhes construir uma primeira uma primeira opinião a partir do conteúdo e da forma de apresentação.

Por outro lado, durante os primeiros meses de existência da empresa, o Plano de Negócios constitui para o empresário um referencial em termos de objetivos a atingir e da respetiva programação e calendarização.

Qual a importância de um Plano de Negócios?

O plano de negócios de uma empresa tem três grandes funções:

  1. Durante a sua elaboração, ajudar o empreendedor a compreender as várias vertentes do seu negócio (mercado, produto, modelo de financiamento, modelo de negócios, drivers de crescimento e riscos do negócio);
  2. Guiar o desenvolvimento da empresa a curto, médio e longo-prazo mediante um conjunto de objectivos previamente estabelecidos e acordados;
  3. Ser um apoio para apresentação da empresa a outras partes interessadas (investidores, parceiros, ...);
  4. Ser um instrumento orientador no sentido de sinalizar competências que precisem de ser melhoradas e qualificações que necessitem de ser aumentadas.
Como posso aumentar as minhas qualificações?

Para além dos programas de educação para o empreendedorismo, Vila Nova de Famalicão dispõe de um Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP) que envolve todas as entidades concelhias de educação e formação. O CQEP destina-se não só a adultos que desejam melhorar as suas qualificações e competências, mas também a jovens que procuram ingressar num curso profissional. No Portal da Juventude (http://www.juventudefamalicao.org/?it=bolsa_formacoes) encontra também informação sobre a oferta formativa e educativa existente no concelho.

O que é o Famalicão Made INcubar?

Famalicão Made INcubar tem como principal desafio transformar o território famalicense num mega concelho incubador de empresas em áreas-chave para o tecido empresarial, em diferentes locais e com diferentes parceiros. Não se trata de disponibilizar apenas uma grande estrutura, mas sim de criar vários polos temáticos (vários espaços físicos no concelho) que permitam o desenvolvimento das suas atividades, bem como o acesso privilegiado a um conjunto de entidades parceiras, proporcionando assim às entidades incubadas a inserção num contexto empresarial.

O que são Projetos Made 2IN?

Projetos 2IN é a designação do Regulamento de Projetos de Investimento de Interesse Municipal elaborado pelo Município de Famalicão e que prevê a concessão de benefícios fiscais de taxas municipais e o acesso a um regime especial de procedimento administrativo. O regulamento é assim mais um instrumento de apoio ao desenvolvimento económico do concelho que procura não só simplificar e concentrar as diversas medidas fiscais, mas também fazer o acompanhamento integrado dos potenciais projetos empresariais e promover uma comunicação mais próxima com os investidores.

Como posso promover a minha empresa e os meus produtos?

O Município de Vila Nova de Famalicão, através do Gabinete de Apoio ao Empreendedor, tem em curso múltiplas ações que ajudam os empresários a promover as suas empresas e os seus produtos. É o caso do roteiro Famalicão Made IN que o presidente da Câmara Municipal tem vindo a trilhar para destacar os bons exemplos empresariais e empreendedores do concelho.

Especial referência também para a montra de produtos famalicenses exposta no Gabinete de Apoio ao Empreendedor e para a promoção da atividade empresarial nas plataformas de comunicação da iniciativa Famalicão Made IN, nomeadamente o portal na Internet e a página no Facebook.

Outras ações a desenvolver passam pela criação do Selo Famalicão Made IN, que arrancará em breve, e pelo desenvolvimento de missões empresariais que terão como objetivo não só promover as empresas famalicenses no mercado internacional, mas também captar investimento para o concelho.

Onde posso criar formalmente uma empresa?

As Lojas da Empresa/Balcões do Empreendedor são espaços físicos de atendimento destinados aos empreendedores que desejam criar, alterar, transformar ou extinguir a sua empresa. Nestes espaços é possível aos empresários usufruírem do serviço da “Criação da Empresa na Hora” ou “Pedido de Certidão Permanente”, bem como outros serviços, tais como prestação de informação sobre legislação inerente à actividade económica e sobre passos a dar para criação de negócio próprio, entre outros serviços associados ao ciclo de vida das empresas.

Processos de constituição disponíveis:
- Empresa na Hora
- Empresa online
- Empresa na Hora com Marca na Hora
- Por Documento Particular
- Por Escritura Pública

Qual é o capital mínimo necessário para criar uma empresa?

O DL nº 33/2011, de 7 de março, veio permitir, no que diz respeito às sociedades por quotas e às sociedades unipessoais por quotas, que o capital social possa ser livremente fixado pelos sócios e que os mesmos procedam à entrega das suas entradas nos cofres da sociedade até ao final do primeiro exercício económico (ex: 1 euro). O regime previsto no DL nº 33/2011 não é aplicável às sociedades reguladas por leis especiais e às sociedades cuja constituição dependa de autorização especial.

Como posso e quando devo registar o nome da empresa/marca?

Em simultâneo com a constituição de uma Empresa na Hora (ENH), aos balcões da ENH, ou no momento da constituição de uma empresa online (EOL), no site www.portaldaempresa.pt. A duração do registo é de dez anos, indefinidamente renovável por períodos iguais.

Quanto custa registar o nome da empresa/marca?

O custo depende de vários fatores, no entanto, como informação base podemos informar que:
- O custo de constituição de uma sociedade é de 360€, incluindo publicações. Este montante poderá ser reduzido em 60€ quando a actividade principal da sociedade seja classificada como actividade informática ou conexa, bem como de investigação e desenvolvimento.
- Caso seja efectuada no regime empresa online sofre uma redução de 50%, ou seja, passa de 360€ para 180€. Se for efectuada num Cartório Notarial depende da tabela de honorários do mesmo.
- O custo de aquisição de uma Marca na Hora, seja no âmbito da constituição de uma empresa na hora ou seja autonomamente, é de 200 € para uma classe de produtos ou serviços e de 44 € para cada classe adicional.

Onde posso procurar apoio financeiro para o desenvolvimento da minha ideia?

O Passaporte para o Empreendedorismo é uma iniciativa do Programa Estratégico para o Empreendedorismo e a Inovação (+e+i), de acordo com o ‘Impulso Jovem’, que pretende estimular jovens empreendedores qualificados a desenvolverem o seu projeto de empreendedorismo inovador, que se encontre em fase de ideia, facultando um conjunto de ferramentas técnicas e financeiras. A gestão da iniciativa é do IAPMEI.

Os apoios concedidos pelo Passaporte para o Empreendedorismo são:
1. Bolsa do Passaporte para o Empreendedorismo – incentivo mensal no valor de 691,70 euros a atribuir durante um período mínimo de 4 meses e até ao máximo de 12 meses.
2. Mentoria - acesso a uma Rede de Mentores que irão fornecer aconselhamento empresarial aos empreendedores.
3. Assistência Técnica para o desenvolvimento do projeto empresarial.

Os empreendedores famalicenses podem também recorrer ao Gabinete de Apoio ao Empreendedor do Município de Famalicão, especializado no aconselhamento à realização de um projeto empresarial.

Ideia de negócio
- Passaporte para o Empreendedorismo

Arranque da empresa
- Vale Empreendedorismo - QREN

Arranque e Desenvolvimento (até 3 anos)
- Empreendedorismo Qualificado - QREN
- Estímulo à Contratação de Trabalhadores por Startups - reembolso da TSU - IEFP
- Programa de Ignição - Portugal Ventures (operador público de capital de risco)

Outros instrumentos
- Business Angels
- Venture Capital & operador público de capital de risco
- Linhas de financiamento a PME (ex: PME Investe)
- CASES – Programa Nacional de Microcrédito
- PAECPE – Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego
- Proder - Programa de Desenvolvimento Rural
- Promar - Programa Operacional Pesca 2007-2013
- Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas (SIALM) – Programa Valorizar