22-09-2014

A juventude e irreverência da velha Riopele

A Riopele é uma senhora empresa com 87 anos, mas com espírito e irreverência próprios da juventude. A empresa iniciou a sua atividade em 1927, sendo uma das mais antigas e conceituadas empresas têxteis europeias. Foram estas as qualidades realçadas pelo Presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, na visita que fez à empresa ontem, 22 de setembro, no âmbito do programa “Famalicão Made IN”.

A administração da empresa, dirigida por José Alexandre Oliveira, recusou-se sentar à sombra da história e manteve os olhos postos no futuro, apostando na inovação, na investigação e no desenvolvimento tecnológico. O último resultado deste trabalho é o “Çeramica Clean”, um tecido têxtil ecológico, suave ao toque, respirável e que evita a mancha ao não absorver algumas substâncias que provocam nódoas, como vinho ketchup, azeite e café.

A criação, desenvolvida pela Riopele em parceria com o CeNTI e o CITEVE, ambos os organismos sediados no concelho famalicense, está já a despertar a atenção das grandes marcas da moda nacional e internacional e integra a mais recente coleção para homem da ZARA. É essa visão de futuro e consciência das exigências da contemporaneidade que levam a empresa a preparar uma área de 1800 metros quadrados para o departamento de inovação desenvolver as suas ideias e ter condições para continuar a surpreender o mercado.

“Crescimento inteligente, crescimento sustentável e crescimento inclusivo”. É desta forma que Paulo Cunha classifica a evolução da Riopele ao longo dos últimos anos, apontando-a como “um exemplo de empreendedorismo e determinação”.

A Riopele exporta 98% da produção, teve em 2013 um volume de faturação de 71 milhões de euros e possui 1054 colaboradores. A valorização dos recursos humanos da empresa é uma aposta estratégica fundamental da empresa que realizou em julho uma atualização salarial extraordinária, antecipando-se ao Governo na atualização do salário mínimo, que já é de 505 euros. Em 2014, e ainda no âmbito da política social do grupo, a Riopele promoveu também uma atualização do subsídio de alimentação, discriminando positivamente os rendimentos líquidos mais baixos.

Os trabalhadores da Riopele beneficiam de cuidados de saúde, estando diariamente uma equipa médica na empesa. Além disso, desde 2012, a título facultativo mas extensível a todas as pessoas que trabalham no grupo, é disponibilizada a vacina contra a gripe sazonal.

Partilhar ››

‹ VOLTAR