02-02-2015

Caixiave produz janelas com bilhete de identidade

As janelas eficientes da Caixiave têm bilhete de identidade. Trata-se de uma etiqueta energética única na Europa, idêntica à que conhecemos dos eletrodomésticos, com classificação ‘Classe A’ testada oficialmente, e que já está a despertar o interesse de outros países.

Os produtos inovadores que a Caixiave já colocou no mercado prometem garantir o sucesso no percurso de crescimento e expansão internacional que a empresa famalicense definiu para 2015. Não é por acaso que a Caixiave é líder na Península Ibérica na produção, fornecimento e instalação de janelas e portas eficientes de PVC. A empresa produz 850 janelas por semana, sendo que o PVC está presente em 80% dessa produção.

A pensar em fatores tão importantes como a eficiência energética, cuja principal consequência é a redução das emissões de CO2, a qualidade e a diferenciação, a Caixiave tem vindo a desenvolver uma nova linha de janelas eficientes cuja inovação mais recente é uma caixilharia com fibra de vidro incorporada que garante um ganho energético de 60% em relação às soluções tradicionais em alumínio.

As janelas eficientes têm a particularidade de possuir uma etiqueta energética com classificação ‘Classe A’ devidamente comprovada pela ADENE – Agência Para a Energia. “É um bilhete de identidade pioneiro em Portugal e único na Europa que países como a França e a Espanha querem também introduzir”, afirmou Carlos Sá, CEO da Caixiave, durante a visita que o presidente da Câmara Municipal de Famalicão efetuou à empresa nesta segunda-feira, 2 de fevereiro, no âmbito do roteiro Famalicão Made IN.

Com 208 profissionais ao serviço da produção e instalação de janelas e portas de alta gama e que garantem valor acrescentado às construções imobiliárias, a Caixiave prevê para 2015 um incremento na ordem dos 20%, o que representará um volume de negócios de 15 milhões de euros. A empresa está a iniciar a laboração em dois turnos de forma a capacitar-se para o aumento da produção e vai reforçar o quadro de pessoal com cerca de 16 colaboradores. “Este crescimento deve-se ao investimento permanente em inovação e desenvolvimento e no constante acompanhamento das tendências do sector”, explicou Carlos Sá, assinalando que a Caixiave – que dirige em conjunto com o irmão Luís Sá e o primo Artur Leite – é única no país na produção de caixilharia com laboratório próprio.

Paulo Cunha referiu-se à Caixiave como uma empresa com “currículo notável” que lhe permite apresentar-se aos mercados com “saber-feito”, numa alusão às janelas com etiqueta energética que começou a comercializar. “A Caixiave tem o cuidado de assegurar ao cliente que o que está a comprar corresponde às qualidades intrínsecas do produto. Tem também a capacidade de ‘costumizar’ em função das exigências dos mercados”, notou.

O presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão enalteceu ainda o trabalho que a Caixiave tem feito ao nível da reabilitação urbana, tanto em Portugal como no estrangeiro, “produzindo e instalando janelas e portas que preservam a traça arquitetónica do edificado”.

Reforço da internacionalização

A Caixiave nasceu há 21 anos em Ribeirão. Em 2008, no auge da crise, inaugurou as novas instalações, passando de 1.000m2 de área industrial para os 12.000m2 atuais.

O reforço da internacionalização é um objetivo central para o futuro próximo. Para além do mercado ibérico a empresa tem atividade internacional em mais nove países de três continentes: França, Angola, Cabo Verde, Brasil, Chile, Colômbia, Marrocos, Moçambique e Argélia. Só o mercado francês absorve 45% da produção da Caixiave.

Também o mercado interno será potenciado face às novas exigências de eficiência energética que vão surgir em 2015 e às quais a Caixiave diz estar preparada para dar resposta. A reabilitação urbana é uma das áreas em que vai continuar a apostar. “Temos fornecido e instalado muitas janelas eficientes em obras de reabilitação, sobretudo no Porto e em Lisboa, e, atendendo a que em Portugal existem três milhões de fogos para recuperar, a renovação será claramente uma área em crescimento dentro da nossa atividade”, apontou Carlos Sá.

A qualidade dos produtos é reforçada com a aposta nas certificações e de outros importantes certificados internacionais. A Caixiave é a única empresa da Península Ibérica com a certificação de qualidade de instalação: a certificação Qualibat.

Partilhar ››

‹ VOLTAR