24-11-2015

Famalicão coloca pensamento empresarial na ordem do dia

O projeto Empresariato pretende afirmar Vila Nova de Famalicão, hoje uma capital das exportações portuguesas, como o centro nevrálgico do pensamento empresarial, bem como da discussão inovadora e criativa das mais diversas matérias em torno da gestão, do marketing, da inovação e das decisões de internacionalização.

Promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, através do programa Famalicão Made IN, este projeto desenvolve-se em parceria com o grupo Idioteque.

Sendo o Famalicão Made IN uma das grandes apostas deste autarquia para promover o desenvolvimento económico do concelho, também o projeto Empresariato assenta na promoção de um contexto municipal facilitador da iniciativa empresarial, procura valorizar e promover a genética empreendedora do município e captar a atenção de novos empreendedores, funcionando como uma plataforma de debate que passe a ter Vila Nova de Famalicão como referência de pensamento empresarial.


BATALHA CRIATIVA
O primeiro evento, designado como Batalha Criativa, acontecerá no dia 10 de dezembro, a partir das 14h30, na Continental Mabor, no âmbito das comemorações dos 25 anos de presença desta empresa em Famalicão. Trata-se de um evento de pensamento empresarial disruptivo, “fora da caixa”. Um momento único para se pensar as empresas no âmbito da internacionalização de uma forma vanguardista e visionária, não no costumeiro formato de palestra, mas antes de discussão viva e profícua impulsionada por vários “agitadores” e criativos de renome.

A Batalha Criativa destina-se a empresários, quadros de empresas, académicos, criativos e profissionais das áreas da gestão, da economia, da comunicação e do marketing.

Será pois um conceito que privilegiará o confronto com um público participativo, numa espécie de guerrilha mental e empresarial, sempre com um sentido pluridisciplinar.

Ficha de Inscrição | Programa


CONCURSO X ATO
Outra iniciativa prevista é o concurso de Atos Empreendedores Solidários X ATO que decorrerá durante o ano letivo no âmbito das atividades educativas e de promoção do empreendedorismo.

Sob desafio da autarquia, os grupos de alunos do 12º ano de escolas do concelho vão desenvolver ideias (uma por grupo) e desafiar empresas do universo Famalicão Made IN a praticarem Atos Empreendedores Solidários, resultantes das ideias por si propostas, com um orçamento inferior a 2000 euros, a favor de entidades de economia social e/ou grupos informais e/ou famílias, indivíduos.

Do conjunto de ideias, um júri selecionará 10 propostas finalistas. De entre estas, a população estudantil votará nas suas preferidas para se encontrar a proposta vencedora.

Os vencedores deste concurso terão como prémio o pagamento de um ano de propinas em cursos ligados à Cooperativa de Ensino Superior Politécnico Universitário (CESPU) ou Universidade Lusíada, duas instituições de ensino superior com instalações neste concelho.


EMPRESARIATO | LIVRO
Haverá ainda a edição de uma compilação de casos empresariais famalicenses, e de empresas de outras regiões, sectorialmente interessantes, como caso de estudo, com o envolvimento das Universidades e Politécnicos da região e do país, através dos seus docentes mais representativos nas áreas da Gestão, do Marketing e da Internacionalização.

O grande objetivo é que esta seja uma obra de referência para o meio empresarial, difundida em todo o mercado académico da Gestão, apresentada nas principais livrarias e utilizada nas e pelas empresas. Desta forma, os seus autores, as empresas e Vila Nova de Famalicão ganharão uma dimensão para além das suas fronteiras geográficas e económicas.


EMPRESARIATO | FÓRUM
Este será um evento que permitirá fazer a ligação entre a atual edição do Empresariato e a edição do ano seguinte. Será o momento em que a Internacionalização (tema da primeira edição do Empresariato) terá uma abordagem mais alargada. O Fórum tem Miguel Cadilhe como ‘embaixador’.


Paulo Cunha:

“Este projeto faz parte de um plano de ação que a Câmara Municipal iniciou há dois anos com a criação do programa Famalicão Made IN. Queremos oferecer aos agentes do nosso território com ambição empresarial condições para que os seus projetos possam germinar. Mas vamos também dirigir-nos aos nossos empresários, ajudando-os a alavancar e a internacionalizar os seus negócios. No fundo, queremos ser uma força de ignição que crie a energia necessária para que toda a cadeia possa alimentar-se e ser bem-sucedida.”

Partilhar ››

‹ VOLTAR