04-04-2019

Histórica Livraria da Cindinha ressuscita com ADN de 1956

Esteve fechada 23 anos guardando autênticos tesouros. A Livraria Cindinha, em Joane, reabriu, e de vez, com novos tesouros. É agora uma delicada mercearia de bairro, com frutas, legumes e produtos provenientes da agricultura biológica. Não tardará, será também um espaço de alojamento local.

O número 82 na Avenida Pedro Hispano, em Joane, Famalicão, ganhou nova vida pelas mãos do casal Marcos Barbosa e Raquel Carvalho, ele, neto dos proprietários que em 1956 abriram aquele que foi um espaço comercial de referência de Joane, durante quase quatro décadas.

A Cindinha, que era também uma mercearia onde se vendia fruta, produtos de higiene e bebidas, recuperou vida mas mantém a sua identidade. O jovem casal de empreendedores acredita tanto no projeto que o abraçou a tempo inteiro, deixando para trás as suas carreiras profissionais.

A ‘ressurreição’ da Cindinha é o motivo da próxima jornada do Roteiro pela Inovação de Vila Nova de Famalicão, a realizar sexta-feira, 5 de abril.

Partilhar ››

‹ VOLTAR