02-03-2016

Empresários de sucesso apadrinham Elevador

Rede de Mentores (download)

Filipe Vila Nova e José Alexandre Oliveira, líderes da Salsa e da Riopele. Renato Cunha, chef de cozinha e proprietário do Ferrugem, e a masterchef Lígia Santos. Raquel Vieira de Castro, Tiago Freitas e André Vieira de Castro, a nova geração da Vieira de Castro, Porminho e Argatintas, respetivamente. Jorge Ferreira, criador da Meia Dúzia, Manuel Araújo, presidente da Mundos de Vida, e António Gonçalves, diretor artístico da Fundação Cupertino de Miranda.

Estes são apenas dez dos 29 empresários famalicenses que se voluntariaram como mentores de novas empresas e de empreendedores que ambicionam colocar em prática as suas ideias de negócio. Dão assim corpo, know-how e experiência à Rede de Mentores, uma das importantes vertentes do Elevador, programa de aceleração de startups desenvolvido pelo Famalicão Made IN e que a Câmara Municipal de Famalicão apresentou ontem na Casa das Artes.

A Rede de Mentores é composta por importantes intervenientes do ecossistema empresarial famalicense, representativos de vários sectores industriais.


Perante uma plateia que esgotou a lotação de 150 lugares do pequeno auditório, Paulo Cunha agradeceu a cada um dos empresários “a disponibilidade e o interesse demonstrados para serem conselheiros e agentes facilitadores de projetos empresariais que estão numa fase embrionária, acarinhando-os para que possam ser bem-sucedidos”.

O autarca classificou o programa como uma “iniciativa marcante para Famalicão”. “O Elevador é uma das formas mais nobres de concretizar a responsabilidade social”, justificou o Presidente da Câmara, que comparou o Famalicão Made IN a um “motor de busca que permite descobrir onde cada um de nós pode acrescentar valor”. “A vocação para o empreendedorismo, as novas startups e a disponibilidade e motivação dos empresários sinalizam que estamos a quebrar uma importante barreira em Famalicão”, concluiu Paulo Cunha.

Enquadrado numa estratégia focada num paradigma mais competitivo para a economia local, o Elevador “quer dar outra dimensão às pequenas empresas e, em simultâneo, fixar no concelho empresas de crescimento rápido”.

Na prática, apoiará durante seis meses as startups instaladas na incubadora Famalicão Made IN e outras que se encontrem a desenvolver planos de negócio no Gabinete de Apoio ao Empreendedor. Entre as iniciativas que contempla contam-se workshops de capacitação empresarial e dinâmicas de networking, entre outras.

Nesta fase de arranque o Elevador tem já 60 projetos referenciados.

Partilhar ››

‹ VOLTAR